Para aquela que eu guardo no coração

Vai passar, menina. Eu sei que está doendo, e que parece que a dor não vai ter fim, mas vai passar. E você já aprendeu que tudo passa, porque era isso que a sua mãe dizia quando você caía e machucava os joelhos. Depois de um tempo vendo TV, enxugando as lágrimas com as mangas do moletom e comendo alguns biscoitos, a dor sempre ia embora. E é assim com a vida também.

Eu sei como é estranho ficar sem rumo. Tudo o que a gente acredita, é tirado da gente de repente, e parece até que não sabemos mais quem somos. As coisas que pareciam tão certas, desmoronam junto com o nosso mundo, e sentada no piso frio da cozinha, você olha o mundo de baixo, e começa a acreditar que chegou ao fundo do poço, até que alguém te estende a mão, e você descobre que precisa se encontrar outra vez.

Você se sente só, mesmo que esteja rodeada de gente e então, depois muito respirar fundo, você começa a ver a vida com mais clareza.

Você vai perceber que se contentava com um amor pela metade e que entregava seu coração gigante, para uma pessoa pequena demais. E só aí que você vai abrir suas asas, e vai descobrir que o seu mundo é muito maior do que qualquer um pode imaginar. Então você vai descobrir quem realmente você é.

Você vai perceber que não tem mais as dúvidas que imaginava que tinha, que a vida é simples demais, e as pessoas perdem muito tempo complicando ela. Você vai re-aprender a caminhar, e vai preencher seu coração com coisas boas. Vai aceitar melhor seus erros, suas falhas, e vai assumir seus defeitos sem medo de ser imperfeita. Vai conhecer seu corpo, seu caráter, seus gostos, vai caminhar com mais certeza, e então vai perceber que já não sente mais nenhuma dor.

E aí, você vai se apaixonar outra vez.

Talvez ele não apareça para te salvar do mundo, talvez ele não ame seu gosto por músicas ruins, mas ele vai amar todos os seus defeitos. Ele vai fazer você se sentir especial, como há muito tempo você não sabia que era. Vai cuidar de você, mesmo sabendo que você não precisa, porque você é mulher demais pra enfrentar o mundo, e vai querer estar do seu lado, seja debaixo das cobertas, seja no meio da multidão.

Então, não tenha medo da dor que está sentindo agora. Ela vai passar. E você vai descobrir a graça de sentir as borboletas no estômago outra vez.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s